Bild Desenvolvimento Imobiliário
Vision ganha adequações para atender necessidades dos futuros moradores

Transformar a experiência do cliente em uma sensação renovadora durante sua jornada na construtora, desde o momento da compra até a fase de moradia. É com esse conceito que o próximo empreendimento da empresa, o Vision, que será entregue nos próximos dias, ganhou algumas adaptações na área de lazer e no próprio apartamento dos novos moradores, o casal Fábio e Daniele Deodato, ambos deficientes visuais.

O novo apartamento ganhou algumas adequações para que o casal cego possa conviver normalmente, facilitando assim a adaptação dos futuros moradores. Foram inseridas placas em braile nos quadros de energia e nos registros de água. Também foram instaladas nos andares, placas em braile indicando o andar e piso tátil nos caminhos da portaria e nas áreas comuns. Além disso, os clientes ganharam de presente da construtora um Google Home, equipamento eletrônico inteligente que auxilia no dia a dia, permitindo que os usuários falem através dos comandos de voz para interagir com os serviços do Google. “Os deficientes visuais devem contar com uma casa apropriada. Por isso, tivemos o cuidado de alterar, principalmente, o apartamento do casal e os ambientes sociais para atender às suas necessidades”, explica o diretor de engenharia da Bild, José Luiz Camarero Neto.

Segundo o diretor, todos os empreendimentos da Bild já possuem diversos itens de acessibilidade em seus projetos, como portas largas e rampas para cadeirantes, sinalização das áreas comuns em braile, elevadores com viva voz, piscinas com rampas ou acesso especial para deficientes. “Para um morador com deficiência visual, aprender a conviver no novo ambiente é vital para seu cotidiano dentro do novo lar”. O diretor de engenharia destaca que todas as alterações feitas no apartamento foram sugeridas pelo casal e serão utilizadas como padrão nos próximos empreendimentos da construtora. “Aprendemos muito com eles. Agora vamos implementar estas mudanças em todos os nossos projetos”.

No Brasil, existem mais de 6,5 milhões de pessoas com deficiência visual, sendo 582 mil cegas e seis milhões com baixa visão, segundo dados com base no Censo 2010, realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O professor de orientação da Adevirp (Associação de Deficientes Visuais de Ribeirão Preto), Marcio Evangelista dos Reis, explica que a casa para um deficiente visual deve ter acessibilidade para que ele adquira independência no espaço, para não colocar em risco seu bem-estar e sua saúde. “Os cômodos precisam ser planejados com o objetivo de reduzir ao máximo o risco de acidentes e aguçar os outros sentidos”.

Para mais informações sobre a história dos futuros moradores do empreendimento Vision, o casal Fábio e Daniele, clique aqui.

Fale Vendas (16) 3323-9999 Agendar atendimento